Poemas declives

Código: 4ASLWSMC3
R$ 30,00
Comprar Estoque: Disponível
* Este prazo de entrega está considerando a disponibilidade do produto + prazo de entrega.

Poemas declives

Autora: Flausina Márcia da Silva

80p.| 2014 | 14x21cm 
ISBN: 978-85-66786-07-1

 
Trecho retirado da parte "Aos leitores e leitoras": 
 
     Para efeito sedutor, apresento-lhes um esboço do livro.Tem composição meio jazzística. São poemas solos e alguma prosa improvisada, concertados para declives em 
curvas perigosas. A tonalidade é feminina, são arranjos de mulher em harmonia com o ritmo duvidoso das possibilidades humanas. 
 
A mina tão velha
tão morro, tão besta
lembra silicose e dor.
 
     É uma estrofe do poema "Ouro", escrito por causa do depoimento de uma mulher num jornal diário de BH, sobre disputa jurídica em questões indenizatórias contra uma 
empresa mineradora de ouro. Pois é, alguns poemas foram escritos por causa de, outros se rebelaram das causas e outros simplesmente se encontravam em minhas mãos.
 
___________________________
 
 
Sobre a autora
 
     Flausina Marcia da Silva nasceu em Cataguases, Minas Gerais e reside em Belo Horizonte há quase cinquenta anos. Graduou-se em Ciências Econômicas pela PUC/MG. 
Aposentou-se na Secretria de Estado da Cultura de Minas Gerais no ano de 2007. 
     Começou a escrever poesia em 1979 e, em 1985, teve publicados vários poemas no antigo jornal Diário de Minas, em coluna do Kao Martins. 
     Seu primeiro livro de poesia, Vaga-Lume foi editado pela Memória Gráfica Edições, sob coordenação do artista plástico Oswaldo Medeiros, no ano de 2002. 
     No ano seguinte, publicou o livro de poesia Sua Casa Minha Cruz com a Orobo Edições, do poeta e professor Anelito de Oliveira.
     O Suplemento Literário de Minas Gerais registrou seu trabalho em maio de 2003 e na antologia Terças Poéticas, de 2006. 
     Colaborou com a revista de artes MININAS, com um poema inédito em cada uma das suas 13 edições, feitas por Milena de Almeida entre setembro de 2003 e dezembro de 2007. 
     No ano de 2009, publicou o poema-livro Teófilo Benedito Ottoni, inspirado na biografia escrita por Paulo Pinheiro Chagas e na admiração da conterrânea do herói, Doia Freire. Edição da autora, com ilustrações de Paco e projeto gráfico de Otávio Santiago, num volume de 28 páginas e tiragem de 200 exemplares. 
     A revista CULT, nº 169 de junho/2012 mostra seu poema "UAU Street". 
     Seu trabalho está registrado em artigo de Iara Barroca na antologia Escritoras de ontem e de hoje, livro publicado em  dezembro de 2012 com o concurso da FAPEMIG/CNPQ/Grupo Mulheres em Letras e Editora Mulheres.

 

R$ 30,00
Comprar Estoque: Disponível
Pague com
  • PagSeguro
  • Depósito Bancário
  • MercadoPago
  • Bcash
  • Paghiper
  • PayPal
Selos
  • Site Seguro

© Todos os direitos reservados. 2017