Literatura de esquerda | Damián Tabarovsky

Código: S7FLWQMUU-8RS4G0QS7
R$ 38,00
Comprar Estoque: Disponível
* Este prazo de entrega está considerando a disponibilidade do produto + prazo de entrega.
Literatura de esquerda 
 
Damián Tabarovsky
Tradução de Ciro Lubliner e Tiago Cfer


116p.| 2017 | 14 x 21 cm 
ISBN: 978-85-66786-53-8

Ao contrário do que o título poderia sugerir, “Literatura de esquerda” não é um ensaio que se debruça sobre obras e autores que se colocam sob uma perspectiva política de esquerda, mas um ensaio que põe em xeque o lugar da literatura hoje, o que realmente a anima e quais são as suas estratégias diante da criação. Segundo o autor, mesmo um escritor ideologicamente de esquerda pode ser formalmente conservador e manter-se enredado em convenções ultrapassadas que aprisionam a atividade escritural. A academia e o mercado, por exemplo, seriam as duas grandes figuras em relação às quais o escritor deveria se insurgir, de modo a liberar a literatura e deixá-la à deriva de sua própria indeterminação. O escritor de esquerda realizaria a negatividade na própria literatura ao recusar, portanto, a academia, o mercado, a crítica, a notoriedade e a recepção como balizadores de sua própria escritura, e nessa recusa, se entregaria apenas às regras inerentes à linguagem.

Publicado em 2004, o livro causou polêmica no meio literário argentino devido ao seu tom provocador e desestabilizador dos cânones, todos eles devidamente nomeados. O leitor encontrará no ensaio inúmeras referências à literatura argentina, mas também latino-americana e europeia – sejam elas alvos ou aliados da crítica. Para muitos leitores, as teses de Tabarovsky valeriam, portanto, não apenas para a literatura argentina (sua principal mira), mas também para a literatura espanhola e outros países da América Latina. Apresentamos a obra ao leitor brasileiro para que este, finalmente, possa se inserir na discussão e atualizá-la a partir de suas próprias referências.

 

Trechos do livro:

"Esse lugar no qual se escreve e se inscreve a literatura de esquerda, esse outro lugar que não é nem a academia nem o mercado, não existe. Ou melhor: existe, mas não é visível, e nunca será. Instalado na pura negatividade, a visibilidade é seu atributo ausente. Fora do mercado, longe da academia, em outro mundo, no mundo do mergulho da linguagem, em seu balbucio, se institui uma comunidade imaginária, uma comunidade negativa, a comunidade inoperante da literatura."
 
"Essa literatura se assume nesta precariedade, nesta falta de término, neste mal feito: vem com a poeira e a sujeira incorporadas, não conhece a politesse, detesta a sedução: seu modelo epistemológico é o PacMan, corrói por onde passa, não serve para fazer amigos; pensa, como Paul Valéry, que o mais profundo é a pele. Diferente da ordem social que pretende que as coisas andem bem, que a casa seja terminada, que o televisor funcione, que a eficiência reine, a literatura de esquerda está sempre próxima de dar um passo em falso, a ponto de cair; e quando o consegue, quando cai, o faz de maneira altiva, com graça, elegância e ironia; faz desse excesso seu ganho de energia, seu desatino vital."
 
Sobre o autor: 

Escritor, editor e tradutor, Damián Tabarovsky (1967) nasceu e vive na Argentina. É autor de 11 livros de ficção e ensaio, entre os quais se destacam Autobiografia médica (2007) e o recente El amo bueno (2016). Vários de seus livros foram traduzidos para o francês, alemão, grego e russo. Foi colunista no jornal Clarín, colaborador da Folha de S. Paulo e atualmente é colunista do jornal Perfil. É também editor na Mardulce Editora. “Literatura de esquerda” é seu primeiro livro traduzido no Brasil.

R$ 38,00
Comprar Estoque: Disponível
Pague com
  • PagSeguro
  • Depósito Bancário
  • PayPal
  • MercadoPago
  • Bcash
  • Paghiper
Selos
  • Site Seguro

© Todos os direitos reservados. 2017